terça-feira, 1 de agosto de 2017

A juventude e a flor
Divânia Shuenck
(poetisa juizforana)
A juventude é como uma flor,
A princípio meio indecisa...
Quanto ao tom perfeito!
A tonalidade vem com o tempo,
E quando alcança a cor exata
É soberana e bela,
Contudo extremamente frágil!
Todos a desejam e a invejam!
E sem perceber vão sugando 
Sua beleza em pequenas doses,
Até que o mais vil e mesquinho,
Resolvi por um mero capricho
Arrancá-la...
Diminuindo assim sua doce existencia!
Ou quando a sorte sopra a seu favor,
A flor fica envelhecendo...
E perdendo lentamente seu brilho e sua cor
Um dia ela cai discretamente...
Volta à terra,
Sua única e inseparável amiga!
É o fim e o princípio,
De todos os mortais.




Nenhum comentário:

Postar um comentário